X Institucional para Loja
atendimento online
 

(11) 3579-2999
(11) 3508-2900

São Paulo - Capital
e região metropolitana

0800 882 4030*

Demais localidades do país
*Somente de telefone fixo

4BIO - Exemplo de confiança e qualidade

4BIO - Entre as 200 Pequenas e Médias Empresas que mais Crescem (Revista Exame PME Agosto/2010 ed. 28)

A 4BIO Medicamentos Especiais foi escolhida pela Revista Exame - PME como uma das 200 Pequenas e Médias Empresas que mais Crescem. Confira a matéria:

 

 

"A preferência, agora, está nas pequenas e médias empresas que inspiram confiança completa em todos aspectos da gestão".

 

Andre KinaO economista André Kina, de 38 anos, vive nessa realidade desde que, há cinco anos fundou a 4BIO (lê-se FourBio), empresa paulista que vende medicamentos dificilmente encontrados em farmácias, como os destinados a tratamentos de infertilidade e câncer.

"Nosso grande potencial de expansão está em fornecer a outras empresas", diz Kina. "Queremos vender para hospitais, planos de saúde e companhias que compram medicamentos para os funcionários". 

Essa estratégia sempre fez parte do plano de negócios da 4BIO , mas só recentemente foi possível conquistar esse tipo de cliente. Até um ano atrás, 95% do faturamento da 4BIO - que alcançou 21,9 milhões de reais de receita líquida no ano passado, 175,6% mais que em 2007 - vinha de vendas ao consumidor final.

Não era por falta de preparo técnico que estava difícil para a 4BIO  participar das cadeias de fornecimento mais interessantes. Nas tratativas com possíveis clientes, como o hospital Sírio-Libanês em São Paulo e SulAmerica, Kina exibiu uma estrutura reforçada. A4BIO dispõe, por exemplo, de um gerador próprio para evitar que uma queda de energia interrompa a refrigeração do estoque. Há ainda modernos sistemas de medição que monitoram a temperatura dos remédios em trânsito. "Mas isso não foi suficiente", diz Kina. "Um hospital desistiu de fechar negócio só porque não tínhamos certidões negativas de débito e de pendências fiscais referentes aos últimos três meses". Agora, Kina incluiu as certidões trimestrais na rotina - mesmo que ninguém as peça. "Não quero correr o risco de perder um bom cliente por esse motivo", diz.

De lá pra á, a 4BIO  conquistou empresas como Petrobras, Nestlé, Oi e Souza Cruz, e as receitas vindas dos clientes já são 25% do total. Mas o vestibular da 4BIO não terminou. Até o final do ano, Kina deve contratar uma auditoria internacional para chancelar os balanços. Além de inspirar ainda mais confiança nos clientes, ele quer ter argumentos para obter crédito e prazos maiores com grandes laboratórios, como Novartis, Pfizer e Merck. "Quando não vêm de um lado as exigências vêm de outro", diz Kina.

Cumprir tudo que vem sendo cobrado não é barato. Para obter a ISO 9000m que comprova a qualidade dos processos, pagam-se, em média, 8.000 reais. A ISO 14000, relacionada à responsabilidade ambiental, custa perto de 11.000 reais. Ter os balanços auditados por uma instituição renomada pode sair por algo em torno de 50.000 reais. "Ninguém pede uma coisa só, e esses documentos têm de ser renovados", diz Kina. Os balanços são refeitos todo ano, e um selo de qualidade respeitado costuma valer por três anos - depois é preciso tirar dinheiro do bolso novamente.

 

Responsabilidade Social
Siga-nos